Cristãos da Coreia do Norte falam sobre a possível guerra

08-04-2013 21:30

 

A Coreia do Norte é conhecida mundialmente por sua política rígida e pela perseguição de grupos religiosos que não são controlados pelo Estado. Para quem não sabe, o regime norte-coreano já aprisionou mais de 70 mil cristãos em campos de concentração. Em uma carta, os representantes do cristianismo descreveram a atmosfera de guerra na qual o país se encontra.
 
 
"Estamos nos preparando para a batalha decisiva com uma arma na mão e um martelo na outra", escreveu um líder cristão, sobre a mensagem que o povo norte-coreano recebeu recentemente do "alto comando" do governo.
 
"O exército militar, a marinha, a força aérea, as tropas estratégicas de foguetes, os guardas vermelhos e os jovens soldados já estão em posição de combate. Reuniões urgentes são realizadas em todos os lugares, independentemente se é dia ou noite. Nesses encontros, os funcionários decidem sobre o que deve acontecer no caso de guerra, incluindo o papel das mulheres, que devem se preparar para entrar em combate”, disse ele.
 
O líder do país, Kim Jong-Un, emitiu um comunicado ao povo dizendo que "se a guerra explodir por conta das ações norte-americanas e o comportamento imperdoável da Coreia do Sul, eles acabarão sofrendo uma queda vergonhosa e a Coreia do Norte viverá o nascer de um novo dia de reunificação”. Ele também ressaltou: “Chegou o momento de mostrar o poder do 'Primeiro Exército’ e a grande nação norte-coreana para o mundo inteiro.”.
 
Os cristãos da região são gratos pelo apoio de outras nações e pedem que se intensifiquem as correntes de oração. “Eu gostaria de agradecer a esses irmãos e irmãs que, mesmo estando longe, nos apoiam através do seu amor, suas orações e doações. Sabemos que a nossa caminhada até o céu não será fácil, mas temos a certeza de que a nossa fé e esperança, um dia, darão muitos frutos. Não importa o quão difícil seja a vida para nós, nunca devemos culpar ou reclamar por causa das circunstâncias que enfrentamos. Deus nos prometeu na Bíblia que, se buscarmos o Seu Reino em primeiro lugar, todas as outras coisas também nos serão dadas. Por favor, continuem orando por nós!", declarou um cristão norte-coreano, segundo o site  “Portas Abertas”.
 
O portal de notícias UOL informou nesta quarta-feira (03) que a Coreia do Sul ameaçou atacar caso seus cidadãos corram risco na Coreia do Norte.
 
http://renasceremcristocandeias.webnode.com.br/